Lembra da antiga marca de caminhões FNM, lembrada com carinho pelo nome FêNêMê?

Pois é,  saiba que agora esta sigla promete voltar ao mercado de modelos pesados, mas dessa vez de uma forma bem inusitada e um tanto quanto diferente dos modelos conhecidos por nós.

Só que agora, em vez de Fábrica Nacional de Motores, FNM passa a significar Fábrica Nacional de Mobilidades e montará caminhões elétricos em Caxias do Sul (RS).

A nova empresa vai usar as instalações da Agrale e os caminhões terão quase todos os componentes importados dos Estados Unidos.

A Agrale

Até o final do ano a Agrale irá começar a fabricação dos caminhões elétricos da tradicional marca FNM (Fábrica Nacional de Motores).

Os caminhões elétricos urbanos serão montados na Unidade 2 da Agrale, em Caxias do Sul (RS).

A empresa está inserida desde o conceito inicial, desenvolvimento e execução (produção) da montagem dos caminhões.

 

Os modelos

Por enquanto, dois modelos foram mostrados em projeções computadorizadas.

Os FNM 832 e 833 têm foco em uso urbano e ainda não foram divulgadas muitas especificações técnicas.

Sabe-se apenas que as capacidades serão de 13 e 18 toneladas, respectivamente, e a autonomia na casa dos 130 quilômetros.

A nova FNM diz ter contrato para fabricação de 7 mil unidades, todas para uma mesma empresa. O nome do comprador ainda é mantido em sigilo. A montadora também pretende fazer ônibus elétricos.

A FNM original era estatal e foi criada em 1942, sendo um dos pilares da indústria nacional.