transporte de carga viva vacas

O que é transporte de carga viva?

Esse tipo de transporte é bem delicado, não pode ser realizado de qualquer maneira e sim com muito cuidado.

Carga viva é todo o transporte com espécies vivas, desde porcos e vacas até animais domésticos.

Por menor que seja, qualquer falha pode causar muito sofrimento físico e mental tanto para o animal, quanto para o motorista.

Também afeta os custos e a credibilidade da transportadora. Para evitar problemas, o ideal é que a empresa tenha um bom conhecimento e uma ótima gestão de riscos.

Bom, acho que já falei demais… Vamos para as dicas?

 

#1 – Capacitação de motoristas

A capacitação dos motoristas é de grande importância, tanto para uma logística sustentável quanto para o transporte de animais.

Para maior segurança, o motorista deve estar apto para utilizar a direção defensiva. Inclusive, isso gera economia para a empresa.

três cães cor preta sentados em volante de veículo

Sem dúvidas o ideal seria um profissional de veterinária acompanhar as viagens, mas por questões financeiras pode ser dificil, né?

Então você deve treinar seu motorista para primeiros socorros de animais, pode ser necessário em situações diversas e inesperadas.

 

#2 – Cuidado com os animais

Em qualquer transporte a carga é importante, mas quando se trata de uma carga viva isso aumenta.

Por cerca de 6 horas de viagem, os animais já podem estar desidratados. Mesmo com acesso no veículo, é recomendado que eles sejam desembarcados para receber água e alimento.

cão com sede bebendo água na garrafa pet ao ar livre

Quando o animal desidrata, ele fica exausto e se deita de qualquer maneira.

No caso dos animais de grande porte, o motorista deve estar mais atento, porque não pode seguir viagem se estiverem deitados.

Isso faz com que eles se machuquem, podendo gerar um desastre com chance de fatalidades.

 

#3 – Condição e manutenção

Do mesmo modo que a cabine do motorista deve estar em boas condições, da carga também.

É imprescindível manter o veículo com a manutenção e limpeza em dia.

porco ao ar livre na fazenda

Para que os animais não se machuquem, é preciso ter atenção até mesmo nas amarras, para evitar enforcamentos.

Lembrando que os animais são seres irracionais, não medem suas ações nem consequências.

 

#4 – Embarque e desembarque

É natural que os animais tenham reações bruscas ao mudarem de ambiente, ainda mais se não tiverem tal costume.

Seja como for, viagem curta ou longa, sempre será estressante para o animal.

duas vacas ao ar livre

Por isso é preciso muita cautela ao embarcar e desembarcar, para que o veículo não seja danificado, nem a carga sofra alguma lesão.

 

#5 – Monitoramento e segurança

O monitoramento com sistema GPS é recomendado, possui o benefício de aumentar a segurança e fiscalização do serviço.

Caso a carga seja roubada, a chance de encontrá-la em pouco tempo é bem maior.

Utilizar monitoramento com câmera de vídeo com transmissão ao vivo é melhor ainda, em especial para a segurança dos animais.

Assim pode ser controlado por uma equipe, é super eficaz para identificar problemas de imediato.

três bois engraçado mostrando a língua

Além das dicas, dá uma conferida nas normas sobre o transporte de animais, na Resolução nº791/2020 publicada pelo CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito.

 

Mas e aí, você já trabalhou com transporte de carga viva?

Compartilha sua experiência comigo! Comenta aqui embaixo