O pneu é uma parte importante do seu veículo, é através dele que é possível trafegar por todos os tipos de estradas com segurança, mas você sabe reconhecer os sinais de que esta na hora realizar troca?

Preparamos esse post com 6 dicas para que você fique atento aos menores sinais degradação do pneu e que possa efetuar a troca imediatamente  prevenindo que imprevistos aconteçam.

Leia abaixo e compartilhe conosco a sua opinião.

 

1-TWI (Indicador de desgaste do piso)

Tread Wear Indicator é algo que irá facilitar a sua vida na hora de analisar se o pneu do seu caminhão está desgastado ou não, visto que nem sempre é prático de ver como está a deterioração do material do pneu, por isso algumas empresas começaram a fabricar os pneus com o TWI que é um indicador de desgaste.

O pneu é fabricado com umas linhas desenhadas ao longo do material, o espaço entre as pequenas fendas que formam o desenho no pneu, são uma forma de sinalizar até onde é seguro o desgaste do pneu e quando está na hora de trocar.

Quando a altura desses sulcos foram de altura próxima a sua superfície significa que houve deterioração da borracha e que necessita ser trocado.

Ou para tornar essa avaliação mais fácil pode se utilizar o truque da moeda de 1 real, coloque a moeda entre os sulcos do pneu e se a parte amarela do moeda estiver visível, significa que o espaço dentro do sulco atingiu seu limite mínimo de segurança de 1,6 milímetros de espessura.

Contudo essa regra do TWI só não é válida quando é encontrado fatores mais graves no pneu como bolhas, rasgos ou alguma perfuração, nesses casos a troca do pneu deve ser feita rapidamente.

 

2- Estrada

O tipo de estrada que o seu motorista percorre pode ser um fator decisivo para o estado de preservação de seus pneus, estradas ruins geralmente são cheias de buracos grandes e profundos e o impacto desses buracos pode causar bolhas que em algum momentos irão estourar, e isto poderá ter sérias consequências para a segurança do motorista.

A temperatura da estrada é outro fator que contribui para o bom estado do pneu uma vez que o asfalto com altas temperaturas como durante o dia acelera a degradação do material do pneu, sendo aconselhado que se dirija em horários como no final do dia e a noite onde a temperatura do asfalto começa a diminuir se tornando menos quente, e claro desde que a carga  horária do motorista seja respeitada e que este não trabalhe mais que o necessário para sua saúde,segurança e bem estar.

 

 

3- Bolhas e inchaço

Como mencionado no item acima, as bolhas podem acontecer em consequência do impacto causado pelo buraco na estrada, elas são sinais de que a pressão dentro do pneu está comprometido e essa bolha pode rachar a qualquer momento, contudo não é apenas os buracos nas estradas que são os causadores de bolhas nos pneus, rodar com pouco pressão e no calibrar o pneu com regularidade também pode causar deterioração do material pneumático.

Salientamos que dirigir um caminhão com um dos pneus tendo uma bolha é extremamente perigoso, pois se haver uma falha ou a bolha explodir  enquanto estiver andando pode acarretar em um acidente sério, podendo ferir não apenas o motorista mas outros veículos que trafegam próximo. Portanto ao menor sinal de bolha ou inchaço a troca deve ser feita imediatamente e você gestor instrua seus motoristas a sempre olhar .

 

4-Desgaste do Pneu

Esse item da lista pode parecer bastante evidente,mas esse é um item muito importante e merece ser ressaltado por começar de maneira sutil e difícil de perceber, o pneu novo irá rodar tranquilamente durante um bons meses até que gradativamente irá se desgastar  até chegar em um ponto crucial para a segurança do motorista, por isso deve se sempre instruir os motoristas de sua frota a observarem como estão o estado dos pneus.

Pois a durabilidade de um pneu depende de vários quesitos como o balanceamento , a calibragem, a qualidade da estrada, o tipo de solo percorrido e a temperatura do asfalto também tem influência na durabilidade do pneu.

 

5- Substituição de Pneus

Outro ponto importante se refere à quantidade de pneus a ser substituída, se é melhor trocar apenas um pneu que está ‘‘careca’’ ou é melhor trocar todos os pneus.

O aconselhado é trocar todos ao mesmo tempo, caso tenham sido usados de forma igual.

Isso possibilita que estejam na mesma condição, porém se não for possível a troca dos conjuntos, os pneus na parte de trás devem os escolhidos para serem substituídos visto que são os maiores responsáveis pela firmeza do veículo na estrada.

 

 

6- Calibragem  e Balanceamento

Fazer o balanceamento e calibragem do veículo é algo que pode fazer muitos motoristas rirem, pois, é algo já normal de se fazer, contudo, nunca é demais salientar que esses dois itens possuem importância e benefícios em diversos assuntos relacionados a carros e caminhões.  

Um deles é nos pneus do veículos mantendo a calibragem dos pneus em dia a cada duas semanas pode prevenir diversos problemas incluindo bolhas e inchaço que já foi comentado nos itens acima.

Ter o balanceamento como parte da rotina de manutenção do caminhão também ajuda a prevenir várias dificuldades como fazer esforço ao realizar uma curva pois o caminhão está pesado e puxando para um lado, o consumo de combustível será maior devido ao trabalho extra que o veículo terá ao realizar essas tarefas.

Portanto realizar a calibragem dos pneus e o balanceamento do caminhão pode prevenir dores de cabeça durante o percurso a ser realizado.